Você e outros heróis

Atualizado: Mar 13





Por: Ana Carolina


Em uma galáxia muito distante, a Aliança Rebelde lutava contra o tirânico Império Galáctico. Luke Skywalker vivia no pequeno planeta Tatooine quando recebeu uma mensagem aparentemente por engano. O jovem então procurou o destinatário, o ermitão Obi-Wan Kenobi, que revelou segredos sobre o passado e o incitou a abraçar a causa da Aliança. Luke rejeitou a ideia, porém um acontecimento repentino e terrível - o assassinato dos tios que o criaram, perpetrado por soldados do império - o fez engajar-se na épica jornada de uma guerra nas estrelas.


O resto da história boa parte dos terráqueos conhece sob o título “Star Wars”. O primeiro filme estreou a Era dos blockbusters, arrecadando a maior bilheteria de todos os tempos. Era uma mistura de estilos e referências como faroeste, guerreiros japoneses, cavaleiros da Idade Média, Segunda Guerra Mundial, tendo como cenário o espaço. A 20th Century Fox não botou fé no resultado e permitiu que o cineasta George Lucas detivesse todos os direitos da obra. Decisão a lamentar pela eternidade.


Star Wars”, na verdade, segue uma fórmula: a jornada do herói. Muito usada por roteiristas, também pode ser percebida em diversas obras literárias. A força de tal narrativa é ancestral, identificada como Monomito - termo difundido pelo mitologista Joseph Campbell, a partir de uma das suas obras: “O Herói de Mil Faces”. Campbell dedicou-se à análise de culturas ao redor do planeta, encontrando mitos e símbolos similares entre povos distintos e distantes. Esse estudo foi uma inspiração para George Lucas na criação do ícone da cultura pop. Campbell chegou a colaborar com “Star Wars” como consultor.


Não são apenas os amantes da arte de contar histórias que se beneficiam do trabalho desse grande pensador. O seu legado é ainda mais relevante agora, em um contexto embalado em tecnologia, volátil, incerto, complexo e ambíguo (VICA), porque ajuda a equilibrá-lo com confortável previsibilidade. Explico: ao analisar os mitos, encontra-se a história de todos os homens - de ontem, hoje e amanhã –, algo quase sólido para nos sustentar em um mundo líquido.


Vivemos profundas e rápidas transformações sociotecnológicas, mas a jornada do herói se repete, independentemente da sua ambientação. Veja se você consegue identificar essa estrutura nas histórias de grandes homens, em filmes e em diversos momentos de sua vida. Observe o seguinte roteiro: no mundo cotidiano, seguimos a vida normal; de repente, um desafio se apresenta; temos resistência em lidar com o desafio; obtemos algum tipo de ajuda; abandonamos a rotina que conhecíamos; enfrentamos testes, provações e revelam-se amigos e inimigos.


Essa é apenas a primeira parte da jornada, chamada de Partida. Campbell descreve três grandes momentos: Partida, Iniciação e Retorno. As duas outras partes da aventura, de viver, tratam basicamente de enfrentar os medos, lidar com vitórias e derrotas, chegar ao limite e superá-lo, conquistar a recompensa, retornar ao cotidiano - que nunca será mais o mesmo -, usar os aprendizados e, finalmente, por entender o próprio valor, colaborar com o mundo.


Viver é cultivar histórias, que irão alimentar outras gerações. Somos, cada um de nós, mais uma das mil faces do herói. Que a força esteja com você!

Av. Professor Magalhaes Neto, 1856, sala 603, Caminho das Árvores, Salvador Bahia.

CEP: 41810-011

Telefone:  +55 71 ‭3042-2440 

Nossos Contatos:            comercial@letsgobahia.com.br            financeiro@letsgobahia.com.br               redacao@letsgobahia.com.br 

  • Branco Facebook Ícone

©2019 V2M Editora Ltda.

Timbrado-Baseforte.png