Picapes médias: longe de ser um veículo apenas com caçamba

Além da força no motor, picapes como a Ranger e a S10 incorporaram sistemas que freiam sozinhos. A líder Hilux e as rivais têm tecnologia e muita conectividade por meio de modernas multimídias


Por Roberto Nunes


Nem pense que a picape é um veículo durão e serve apenas para transportar carga em situações de estradas vicinais e na lida diária das fazendas da zona rural. O perfil da Ranger, da S10, da Amarok, da L200, Frontier e da líder Hilux é de (quase) um carro de passeio. Além disso, as picapes médias têm opção de motores flex e diesel e exibem atualmente muita tecnologia embarcada, conectividade e a tão desejada caçamba para levar até uma tonelada.


A Chevrolet e a Ford saíram na frente e já incluem sistemas de auxílio de condução. A Ranger, por exemplo, tem o AdvanceTrac, composto por controle eletrônico de estabilidade e tração, assistente de partida em rampa, controle automático de descida, assistência de frenagem de emergência, luzes de emergência em frenagens bruscas, controle de oscilação de reboque, sistema anticapotamento, controle adaptativo de carga e diferencial traseiro blocante eletrônico. É um passo à frente no mundo das picapes.


Todas as fabricantes já oferecem assistente de partida em rampas e controle eletrônico de descida, itens que dão a garantia de auxílio ao motorista nos perrengues de ladeirões ou nas situações off-road, por exemplo. As mais caras já estão com valores acima dos R$ 200 mil, com as suas versões de motor V6 (Amarok e Hilux).


Usar o sistema multimídia como o smartphone com aplicativos e espelhamento de tudo na tela já é uma prática na vida dos “picapeiros” e eles podem usar o iPhone ou qualquer tipo de aparelho Android. Agora, é andar nesses veículos brutamontes e se apaixonar rapidamente pelas picapes.


Escolha a sua picape


Ford Ranger

Ganhou leve reestilização visual e reforço na parte da suspensão, que ficou mais macia para transitar. O que mais impressiona é a dirigibilidade, além da vontade da Ranger de ser um “veículo urbano” com pacote de segurança e itens como sistema de frenagem autônoma, leitores de faixa, partida por botão, controlador de velocidade adaptativo (mantém automaticamente a distância do carro que vai à frente) e faróis baixos de xenônio.


Agora, todas as Ranger são movidas a diesel. A direção é elétrica e o câmbio é automático de seis marchas, com recalibração para garantir as trocas mais rápidas e suaves. A Ford Ranger tem motor de cinco cilindros, o 3.2 cm 200 cv. O motor menor 2.2 gera 160 cv com tração integral e conjunto de suspensão McPherson (D) e de eixo rígido (T). A Ford é a única que oferece garantia de cinco anos, contra os três das outras marcas rivais.


Toyota Hilux

É atualmente a picape a ser batida no mercado. Com mecânica confiável e altamente valorizada no Brasil, a Hilux quica menos hoje e incorporou melhorias na parte de conforto para o motorista e os passageiros. Adotou chassi com reforços, mudanças na suspensão e recebeu um novo conjunto de motor e câmbio. O motor tem tecnologia GD (Global Diesel), com sistemas de injeção e de admissão, turbo variável com intercooler e tratamento para a redução do atrito interno. O novo motor 2.8 diesel é mais eficiente e despeja 177 cv de potência e 45,9 mkgf de torque, com tração integral. Há a opção flex.


O destaque é a nova central multimídia no painel da picape, com uma tela de oito polegadas e funções de Pinch Out, Pinch Close e Flick. Com capacidade de reconhecer dois toques simultâneos, o equipamento agora permite que os ocupantes possam aplicar a função de zoom em imagens e informações do navegador, além de manusear barras de rolagem em listas de músicas e arquivos. O sistema de GPS integrado também recebeu aprimoramentos, com rotas mais precisas, pontos de referência em 3D para facilitar a visualização, além da ferramenta de configuração do destino mais simples, facilitando a navegação. Chevrolet S10

A S10 cuida bem do motorista e dos caronas. Passou de ser uma picape roceira para ganhar o asfalto com vida a bordo de fazer inveja a muitos carros de passeio. Além de ser o modelo com maior espaço na cabine, a S10 leva vantagem pela grande rede de revendedores pelo Brasil afora. A picape da Chevrolet conta com recursos exclusivos como a compatibilidade da central multimídia com os sistemas operacionais Apple CarPlay e Android Auto e o serviço de monitoramento On Star, sendo um serviço concierge para saber rotas e melhores lugares.


Há versões como a S10 High Country que possuem visual arrojado e motor 2.8 L Turbo Diesel de 200 cv com 51 kgfm de torque, câmbio automático, tração 4×4 e direção elétrica. A Chevrolet reforçou a sua picape com partida remota com acionamento do ar-condicionado digital, assistente de partida em rampa e acendimento automático dos faróis. Há ainda sistemas como o controle de descenso, sensor de chuva, assistente de permanência em faixa e alerta de colisão para “despertar” o motorista de leves momentos de desconcentração nas estradas com faixas na pista. O sistema indica por alerta sonoro e leve trepidação do volante possíveis saídas da faixa, garantindo, assim, a segurança de todos.


Nissan Frontier


A Frontier ganhou melhorias recentemente e hoje é fabricada na Argentina. De lá, chega a picape da Nissan com versões como a esportiva Attack. O visual da Frontier Attack é mais agressivo. A nova Frontier é ofertada nas versões S 4×4, Attack 4×4, XE 4×4 e LE 4×4 e, nas configurações mais caras, são equipadas com visão 360º inteligente, detector inteligente de objetos em movimento, teto solar, novo sistema multimídia A-IVI com tela de oito polegadas, sistema Isofix, seis airbags, entre outros.

Também há novidades no interior, na suspensão, nas rodas, na direção, na motorização, na transmissão e no sistema de tração. Agora, existem versões com câmbio manual ou automático e o motor 2.3 turbodiesel passa a ter a opção de uma turbina, com 160 cavalos, ou duas turbinas. A Frontier esbanja conforto e segurança. Entre os itens, estão o ar-condicionado com saída para os bancos traseiros, painel de instrumentos com todas as informações, retrovisores externos com ajuste elétrico, volante com ajuste de altura, alarme com sistema imobilizador, tomada de 12V e entrada USB, entre outros. Destaque para itens como o sistema Isofix, seis airbags, controle de descida de morro (HDC), controle de tração e estabilidade (VDC) e assistente de partida em rampa (HSA).


Mitsubishi L200

A Mitsubishi L200 Triton tem o seu lugar no mundo das picapes. A marca japonesa é reconhecida pela força da sua picape e renovou o estilo da All New L200 Triton Sport. O modelo fabricado em Catalão (GO) reúne sofisticação e conforto. A marca japonesa oferece três versões, valorizando a configuração L200 Triton Sport HPE Top, a topo da gama da picape.


A picape L200 chega também nas versões L200 Triton Sport HPE e L200 Triton Sport GLS, todas repaginadas. O motor 2.4 turbodiesel gera 190 cavalos de potência e 43,8 kgfm de torque (força), com profusão de alumínio, associado ao sistema MIVEC. O torque é alto já em baixas rotações. A transmissão é automática e há a opção de até 20 combinações de marcha – tem também aletas atrás do volante para as trocas sequenciais. O modelo de entrada GLS vem com câmbio manual de seis marchas.



Volkswagen Amarok

A marca alemã invadiu o mundo das picapes e até o ano passado era a única com versão de motor mais potente, o V6. AUTOS E MOTOS andou na Amarok V6 Highline Cabine Dupla com motor V6 de 225 cv e 56,1 kgfm de torque entre 1.500 e 2.500 rpm. Toda essa força vem auxiliada pela transmissão automática de 8 velocidades e um sistema de tração integral 4×4.


O “picapeiro” aproveita e muito a Amarok com a sua direção elétrica e suspensão independente, do tipo duplo A, com molas helicoidais na dianteira e eixo rígido na traseira. Nada de pancada “seca” para quem estiver no banco traseiro. Entre as picapes, a Amarok se sobressai pela dirigibilidade. Todas têm amplo pacote de equipamentos. A picape da Volks vem com sistema de ar-condicionado dual zone, sem difusores de ar traseiros. A multimídia Discover Media é simples e até deve, em breve, incorporar novidades para a melhor conexão nesta fase mais tecnológica e de modernos smartphones em uma tela maior em relação à do sistema atual, de 7 polegadas. Produzida em Pacheco, na Argentina, a Amarok V6 tem o seu lugar, sim, no mundo off-road. Tudo depende do “trilheiro” saber dosar o pé para garantir a força e toda a potência para transpor obstáculos.


Dados da caçamba

Ford Ranger - 1.298 kg Chevrolet S10 - 1.134 kg  Volkswagen Amarok - 1.143 kg  Mitsubishi L200 - 1.055 kg

Nissan Frontier - 1.040 kg Toyota Hilux - 1.035 kg


Av. Professor Magalhaes Neto, 1856, sala 603, Caminho das Árvores, Salvador Bahia.

CEP: 41810-011

Telefone:  +55 71 ‭3042-2440 

Nossos Contatos:            comercial@letsgobahia.com.br            financeiro@letsgobahia.com.br               redacao@letsgobahia.com.br 

  • Branco Facebook Ícone

©2019 V2M Editora Ltda.

Timbrado-Baseforte.png