Inovação na mobilidade

Startup com “dendê” inova na mobilidade e traz para a capital baiana o Giross, o aplicativo de transporte oficial do Carnaval de Salvador


Nágila Santana


Um projeto que transforma o espaço urbano visando à sustentabilidade, melhoria da gestão urbana, qualidade de vida para a população e economia criativa, usando para isso a tecnologia. Essa é uma smart city, cidade inteligente em português, um dos assuntos do momento e tema abordado na edição anterior da revista.


Essas cidades prometem um ambiente inclusivo, sustentável, tecnológico, seguro, planejado com uma infraestrutura de alto padrão, serviços compartilhados e mobilidade urbana. São criadas a partir de investimentos em cidades planejadas e ações sustentáveis, ou reavaliando os processos de cidades existentes, para identificar melhorias que podem ser realizadas de acordo com as necessidades dos moradores e do ambiente.


Os projetos de smart cities agregam três grandes áreas principais: Internet das Coisas – objetos que usam a tecnologia, como sensores e a conexão à internet, para coletar e transmitir dados; Big Data – processamento e análise de grandes quantidades de informação; e Governança Algorítmica – gestão e planejamento com base em ações construídas por algoritmos que se aplicam à vida urbana.


Atualmente, o mundo do empreendedorismo está tomado pelos aplicativos e pelas plataformas. E com essa alta da revolução tecnológica, a solução encontrada pelas grandes e pequenas empresas foi juntar-se à tendência da “criação de aplicativos”.


E seguindo o sucesso de investimentos de mobilidade como o Uber e o 99Pop, novas plataformas foram lançadas nos últimos anos, com o intuito de ofertar os seus serviços de forma mais prática. Pensando nisso e trazendo um recorte para a Bahia, escolhemos a startup de mobilidade Giross, que será o aplicativo de transporte oficial do Carnaval de Salvador em 2020.


A Giross

Como uma solução para o grande problema de mobilidade urbana que atinge a sociedade, o aplicativo foi lançado há mais de dois anos em Brumado, no interior da Bahia, unindo a tecnologia com a prestação de serviço de transporte via motocicletas.


“A ideia veio após a minha inquietação com os motociclistas da cidade, que não ofereciam um diferencial para os seus clientes. Com isso, pensei em criar uma experiência e levar para a população um novo conceito de transporte, com custo-benefício, segurança e higiene. Ofertamos entrega com qualidade e agilidade”, pontuou o fundador da Giross, Filipe Martins.


“Posicionamo-nos no mercado de forma a solucionar qualquer problema relacionado ao tempo. Oferecemos agilidade no transporte público ou na entrega de encomendas. Funcionamos como uma empresa de mobilidade e facilitadora na gestão de tempo”, pontua Paulo Freitas, da Giross.


Atualmente, além de Brumado, a empresa opera nas cidades de Feira de Santana, Salvador, Caetité, Santo Antônio de Jesus, Guanambi e em Rezende, no Rio de Janeiro.

“São 20 mil motociclistas cadastrados e já contamos com 60 mil corridas concluídas. Com essa adesão dos parceiros e do público, fechamos uma grande parceria e seremos o aplicativo de mobilidade oficial do Carnaval da capital baiana”, pontua Filipe.


Com relação à segurança, ele explicou que a empresa realiza uma triagem com os motoristas cadastrados e monitora as corridas 24 horas por dia. “Queremos pôr fim a esse paradigma de que andar de moto é perigoso. Todos os nossos motociclistas passam por uma avaliação, na qual verificamos os seus antecedentes criminais, a habilitação em dia e exigimos a experiência de, no mínimo, dois anos na categoria A. Além disso, pensando na higiene dos nossos clientes, disponibilizamos touca higiênica e uma essência para limpeza”, ressalta.


O CEO também comentou sobre os próximos passos da empresa. “Visamos expandir o nosso atendimento para Jequié e Aracaju, ainda este ano”, destaca. “O maior público da startup são os estudantes universitários ou pessoas que precisam se locomover rapidamente, com segurança e pagando pouco. Com isso, além de aumentar a mobilidade, proporcionamos uma fonte de renda para os motociclistas que estão desempregados ou em busca de uma renda extra”, finaliza.


Como funciona

Através do aplicativo, disponível gratuitamente nas plataformas Android e IOS, o passageiro insere o destino da sua viagem, recebe o custo estimado e solicita o serviço.

Então, os motociclistas cadastrados que estiverem próximos recebem a notificação e quem aceitar primeiro faz a corrida. É nesse momento que o cliente recebe o nome, o número da placa, a foto do perfil e o status do condutor.


O pagamento poderá ser feito diretamente pelo aplicativo com o cartão de crédito ou em dinheiro. Além do transporte de passageiros, o aplicativo também disponibiliza o serviço para encomendas delivery, para a entrega de documentos, malotes e afins, podendo, inclusive, ser acionado para pagar contas.


Plano diretor de tecnologia

No dia 2 de janeiro deste ano, o prefeito de Salvador, ACM Neto, assinou um contrato que dá início aos trabalhos de elaboração do Plano Diretor de Tecnologias da Cidade Inteligente (PDTCI).

A iniciativa promete bueiros que enviam informações sobre a capacidade de escoamento, sensores para informar a qualidade da água e o armazenamento de dados da prefeitura na nuvem. Em breve, essas tecnologias serão implantadas na capital baiana, que se tornará a primeira no Brasil com um plano diretor de tecnologia, na busca por ser cada vez mais eficaz nos seus processos.

O PDTCI tem como base o conceito de “Internet das Coisas”, no qual a conectividade permite a comunicação entre os objetos da cidade e os seus usuários para a transmissão de dados em rede. Com a iniciativa, serão realizados diagnósticos multissetoriais e estipuladas metas de curtos e longos prazos.


Carro voador

A Porsche e a Boeing, duas grandes marcas da mobilidade, anunciaram uma aliança que tem como objetivo explorar uma possibilidade animadora do futuro: a criação e o uso de carros voadores em uma nova forma de transporte pelo ar.


Até o momento, tudo o que há é um documento que estabelece a cooperação para “explorar o mercado da mobilidade aérea premium e a ampliação do tráfego urbano para o espaço aéreo”, de acordo com a Porsche.


As empresas criarão uma equipe em conjunto para fazer estudos e relatórios sobre o tema, incluindo uma análise de mercado. Em paralelo e em conjunto com a Aurora Flight Sciences, as montadoras também desenvolverão um conceito de um carro elétrico voador de decolagem e pouso vertical – cuja única imagem divulgada é a que ilustra a matéria. Todavia essa realidade ainda está um pouco distante. Segundo a Porsche, o mercado de mobilidade aérea só deve mesmo receber alguma atenção a partir de 2025.


Cidade do futuro

A montadora Toyota anunciou a construção de uma cidade do futuro no Japão, que funcionará como um laboratório para a condução de testes com casas inteligentes, carros autônomos, Robótica, Inteligência Artificial e novos produtos de mobilidade, entre outras tecnologias.


Também chamado de Woven City (cidade tecida, em tradução livre), o projeto será erguido em uma área de 175 acres, localizada na base do Monte Fuji, onde funciona uma fábrica de automóveis que será fechada até o fim do ano.

Av. Professor Magalhaes Neto, 1856, sala 603, Caminho das Árvores, Salvador Bahia.

CEP: 41810-011

Telefone:  +55 71 ‭3042-2440 

Nossos Contatos:            comercial@letsgobahia.com.br            financeiro@letsgobahia.com.br               redacao@letsgobahia.com.br 

  • Branco Facebook Ícone

©2019 V2M Editora Ltda.

Timbrado-Baseforte.png