Influenciadores digitais mirins despertam interesse e ganham espaço

Lorena Dantas da Let's Go Bahia


Os conteúdos produzidos e consumidos por esses mini-influenciadores, apesar de todo o glamour, requerem cuidados especiais por parte dos pais - (Foto: Jotta / Let's Go Bahia)

Na sua infância, você se recorda de algum dia ter desejado ser “youtuber?” Certeza que não. Porém, hoje em dia, diante desse fenômeno digital, ao perguntar a alguma criança o que ela sonha em ser quando crescer, muito provavelmente você terá “blogueira” ou “youtuber” como umas das respostas.


Ser um(a) digital influencer kids ou, em bom português, influenciador digital mirim, tem sido cada vez mais o desejo profissional dessa criançada. Algumas delas já são tão digitais e interativas que nem precisaram crescer para realizar esse sonho.


Seguindo os passos dos influenciadores adultos, muitos influenciadores mirins possuem canais no YouTube, fanpages no Facebook e perfis no Instagram, e produzem conteúdos que despertam interesse, inspiram e influenciam no comportamento dos seus seguidores/fãs, tanto na internet quanto fora dela.


Consequentemente, essa exposição acaba atraindo empresas que estão prontas para “mimar” essas crianças em troca das divulgações dos seus produtos e/ou serviços.


Os conteúdos compartilhados, em sua maioria, estão ligados ao cotidiano, como brincadeiras, filmes, livros, moda infantil, dança, entre outros assuntos bacanas que mexem com a cabeça dessa turminha.


Em uma pesquisa realizada pela coordenadora da área de Família e Tecnologias da ESPM Media Lab, Luciana Corrêa, e divulgada pela Folha de São Paulo, dos 100 canais que mais “bombam” no YouTube brasileiro, quase a metade desses abordam temas consumidos por crianças de até 12 anos. Os canais voltados para esse público infantil, entre outubro de 2015 e setembro de 2016, juntos, conquistaram mais de 50 bilhões de visualizações. Impressionante, não é?!


Para conhecer um pouco mais desse universo digital infantil nos conectamos com uma garotada que, através das suas redes sociais, tem influenciado e se tornado tendência em Salvador. E também conversamos com os seus pais, para entender como eles lidam e monitoraram essa precoce carreira.

A lifestyle influencer Maria Clara Mascarenhas tem 7 anos, mas já encarou desafios de gente grande - (Foto: Divulgação)

A lifestyle influencer Maria Clara Mascarenhas tem 7 anos, mas já encarou desafios de gente grande. A garotinha já participou do quadro do show de talentos do Raul Gil, programa exibido em rede nacional.


Em seus perfis sociais, que juntos somam quase 35 mil seguidores, a talentosa menina compartilha a sua rotina, dicas de moda infantil, tour de viagens e outros conteúdos.


A pequena digital influencer enxerga tudo isso como uma diversão. “Faço os trabalhos nos finais de semana e acho tudo muito legal”, disse. Seguindo a tendência digital, Luis Henrique Leal só tem 8 anos, mas já é embaixador do portal de modas “Pequenos Blogueiros” e coleciona os títulos de Mister Negro, Beleza Negra e Beleza Black (2º lugar) em sua jovem carreira. O garoto, que gosta de compartilhar o seu dia a dia em seu perfil (@leal_luishenrique) no Instagram, possui mais de 23 mil seguidores.


Brincalhão, o blogueiro negro e de belos olhos azuis conta que tem hábitos iguais aos das outras crianças. “Eu tenho uma rotina normal. Vou para a escola, depois para a banca e separo um tempo para fazer livestories (transmissão ao vivo)”, exemplifica. Também são incluídos à sua rotina os desfiles, eventos e divulgações patrocinadas.

Brincalhão, o blogueiro negro e de belos olhos azuis conta que tem hábitos iguais aos das outras crianças - (Foto: Divulgação)

As gêmeas blogueirinhas Beatriz e Bianca Tavares, 8 anos, mais conhecidas como “as Bias”, através dos seus vídeos engraçados, têm conquistado e atraído muitos seguidores no perfil @asbias.gemeas do Instagram. Os conteúdos divulgados, em sua maioria, são produzidos espontaneamente, em meio à rotina diária das meninas.


Porém em eventos que requerem uma maior produção, como desfiles e campanhas, os pais se encarregam de ajustar as atividades.

Os conteúdos divulgados, em sua maioria, são produzidos espontaneamente, em meio à rotina diária das meninas - (Foto: Divulgação)

“Priorizamos tudo o que não interfira nos estudos, nas tarefas escolares e nos momentos de lazer delas. Buscamos otimizar tudo para que a carreira continue sendo divertida e que ocorra da forma mais natural para elas”, conclui Dôra Almeida, mãe das Bias.


Na contramão dessa geração tecnológica, ainda que faça parte desse universo, a digital influencer mirim Beatriz Dornbusch (@bia_dornbusch), 9 anos, ainda prefere brincar de bonecas ou alguma atividade lúdica a qualquer jogo eletrônico.


Seu perfil na rede social Instagram foi criado quando a garota tinha uns três anos de idade e é composto por fotografias tiradas, editadas e postadas, até hoje, por sua mãe, Tina Batalha. O perfil da garota agradou tanto que, de lá para cá, a pequena digital influencer já conquistou mais de 93 mil seguidores e participa de vários eventos e ensaios fotográficos.

Em meio a tantos compromissos, Tina conta que em determinado momento foi necessário reavaliar a exposição e a carreira de Beatriz - (Foto: Divulgação)

Diante de tantos holofotes, é necessário que os pais orientem e acompanhem essa profissão com cuidado. As necessidades e expectativas criadas diante desse consumo, padrões e comportamentos podem prejudicar o desenvolvimento da criança. E quanto mais jovem, mais difícil será a compreensão desse universo digitalmente deslumbrante e encantado.


Em meio a tantos compromissos, Tina conta que em determinado momento foi necessário reavaliar a exposição e a carreira de Beatriz. “Quando percebi que ela estava com muitas atividades, eu resolvi dar um tempo. Levei-a a um psicólogo, que havia dado uma palestra na escola dela sobre os “malefícios da estimulação com eletrônicos infantis”, e, hoje, com esse acompanhamento, temos o suporte para continuar fazendo algo que não a prejudique”, analisa.


Também mãe de uma digital influencer mirim, Milena Ikeda afirma que cuida para preservar a vida pessoal de Marina Akemi (@marinakemioficial), 11 anos, e conscientizá-la de que essa fama é passageira.

Milena Ikeda afirma que cuida para preservar a vida pessoal de Marina Akemi (@marinakemioficial), 11 anos, e conscientizá-la de que essa fama é passageira - (Foto: Divulgação)

"Sempre digo para ela que esse trabalho tem que ser divertido, criança tem que se divertir, não pode se sentir pressionada em relação a seguidores, à aceitação. Tudo flui muito naturalmente por aqui, se ela quer, ela faz, se não quer, não precisa fazer nada por obrigação”, avalia. A garotinha, além de herdar o talento musical do pai, o cantor Tiago Velame, também faz parte da empresa de dança FitDance e faz aulas de teatro.


Apresentadora e porta-voz teen e kids da FitDance, a influenciadora digital Maria Luíza Menezes (@mlulumenezes), 13 anos, apesar de ser a mais “velha” entre a turminha entrevistada, tem a mãe, Flávia Menezes, como responsável por responder profissionalmente por ela no Instagram.

Como toda adolescente, sobretudo com essa participação nesse mundo digital, Lulu requer atenção e cuidados - (Foto: Divulgação)

Como toda adolescente, sobretudo com essa participação nesse mundo digital, Lulu requer atenção e cuidados. “Sempre mostramos os lados negativo e positivo dessa exposição. Como ela já tem 13 anos, nós conversamos sobre pedofilia, bullying, e a alertamos sobre tudo”, conta Flávia.


Todos os mini-influenciadores entrevistados afirmam enxergar esse trabalho como “diversão”. Mas se por um lado a criança demonstra o desejo de fazer parte desse universo digital, por outro, os pais precisam monitorar, orientar e filtrar toda essa exposição. Sem dúvidas, o melhor “like” é quando a criança pode ser criança e quando “segue” tendo todo o amor, apoio e cuidado dos seus maiores fãs, os seus pais.

Av. Professor Magalhaes Neto, 1856, sala 603, Caminho das Árvores, Salvador Bahia.

CEP: 41810-011

Telefone:  +55 71 ‭3042-2440 

Nossos Contatos:            comercial@letsgobahia.com.br            financeiro@letsgobahia.com.br               redacao@letsgobahia.com.br 

  • Branco Facebook Ícone

©2019 V2M Editora Ltda.

Timbrado-Baseforte.png