Especial Business: Sergio Macedo



Sergio Macedo se considera uma pessoa que preza muito a família, com muitos amigos, apaixonado pelo trabalho, amante de futebol, perseverante, incansável e visionário. Durante as férias, no mesmo ano em que faria vestibular, acompanhava o seu pai na empresa dele, que atuava no setor de Atacado e Distribuição de Hortifrutigranjeiro. Ele se viu apaixonado pela área comercial e pelo dinamismo do setor. E com tamanho entusiasmo, decidiu que era esse o caminho que deveria seguir e começou a trabalhar e a se jogar no mundo comercial.


Iniciou o curso de Administração de Empresas na Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), mas não o concluiu, acreditando que a faculdade não era motivadora, mas arcaica e muito distante da realidade comercial que já vivia.


“Aos 16 anos, comecei a trabalhar com meu pai, que era comerciante do ramo de hortifrutigranjeiro em Feira de Santana. Aprendi com ele o amor e a dedicação que devemos ter com os nossos negócios, afinal, nesse segmento, além de possibilitar levar alimentos a outras famílias, o seu resultado trazia alimentos à nossa. Alguns anos depois, abri o meu próprio negócio de varejo. Então, em 1993 resolvi vir para Salvador, me instalei na CEASA e assumi minha paixão pela área. Acredito que fui escolhido por minha profissão e fico grato por isso, pois a cada dia amo mais estar nela”, explica.


Com a sua empresa, inovou e profissionalizou o modelo comercial do setor de hortifrutigranjeiro. Capacitou profissionais para atenderem a esse setor e tornou a sua empresa uma das maiores da área de Atacado e Distribuição na Bahia. Foi o primeiro negócio do ramo a fazer importação de frutas para o Estado.


Fundou a primeira Associação de Permissionários Ceasa Salvador (ASPEC). Apresentou a Bahia como um Estado com grande potencial de compras de frutas em feiras internacionais como a Fruit Logistic de Berlim, na Alemanha, e a Fruit Atracttion em Madri, na Espanha. Além disso, sua empresa criou uma associação de distribuidores para a compra de produtos em conjunto, participando como fornecedor em feiras e eventos do setor supermercadista (Super Bahia, Encontro ABASE) e como cliente em feiras e eventos de setor supermercadista/atacadista (APAS-SP, Fruit Logistic e Fruit Attraction). Na época, as negociações na área do Atacado eram feitas 100% de forma presencial; hoje, a negociação é feita 60% digital e 40% presencial.


Entre 2016 e 2018, devido à crise, houve uma queda de 17,2 %, impacto na margem, redução do quadro de funcionários e fechamento de uma unidade. Por conta da situação, ele precisou revisar a macroestrutura da empresa, unificando núcleos de apoio, diminuindo-os de oito para cinco, e aumentando as unidades de negócios de cinco para sete.


“Criamos um comitê com os gestores de todas as áreas para eliminar retrabalhos, desperdícios, perdas e rupturas, e configuramos um plano de requalificação das equipes. Isso levantou novas oportunidades de negócio, abrindo novas empresas, em outros segmentos, para prestar serviço para as suas próprias empresas, além de atender à demanda de outros clientes. Nosso setor, principalmente o segmento de hortifruti, é muito volátil e influenciável por fatores econômicos e políticos internos e externos. Como exemplo, cito a atual epidemia do Coronavírus, com a consequente queda de transações comerciais com a China e a Europa, que vem impactando fortemente a economia, principalmente por nossa dependência de atividades do setor primário.”, pontua.


Para os próximos anos, Macedo acredita no aumento de vagas de trabalho em todos os setores da economia na Bahia e estima uma previsão de crescimento de faturamento, em média, de 13% ao ano. “Mas a Bahia precisa criar incentivos para a importação de frutas in natura e secas, dando condições fiscais de concorrer com a importação feita por outros Estados, e promover a desburocratização para a liberação dos contêineres no porto. Outra medida necessária é fomentar a produção interna de hortifrutigranjeiros do Estado através de maior facilidade de crédito para pequenos e médios produtores a juros baixos e apoiá-los no processo de qualificação da produção, logística e venda, criando um canal de interface entre produtores e distribuidores, a exemplo de feiras específicas para o setor”, finaliza.

Av. Professor Magalhaes Neto, 1856, sala 603, Caminho das Árvores, Salvador Bahia.

CEP: 41810-011

Telefone:  +55 71 ‭3042-2440 

Nossos Contatos:            comercial@letsgobahia.com.br            financeiro@letsgobahia.com.br               redacao@letsgobahia.com.br 

  • Branco Facebook Ícone

©2019 V2M Editora Ltda.

Timbrado-Baseforte.png