Especial Business: Matheus Oliva



Matheus Oliva começou a trabalhar cedo. Aos 19 anos, iniciou a sua atuação no mercado de navegação, como visitador de navios nos portos de Salvador, Aratu e Ilhéus. O que seria apenas um estágio de experiência para conhecer o mundo do trabalho transformou-se em dedicação para toda a vida. De 1994 até hoje, Matheus pôde contribuir com o crescimento da Intermarítima, empresa líder no segmento de logística de comércio exterior, com forte atuação entre as grandes empresas nacionais e globais instaladas na Bahia.


Com muita facilidade para se relacionar, estabelecer conexões humanas e criar vínculos, desde cedo ele sabia que gosta - ria de trabalhar com pessoas e com negócios. Atento e observador, Matheus soube absorver grandes ensinamentos de vida através do contato com pessoas mais experientes e realiza - das. Conta que os seus superiores e líderes, bem como os seus clientes, parceiros comerciais e amigos mais velhos, lhe deram muitos ensinamentos através das suas histórias de vida e exemplos que serviram de crescimento para ele, que gosta de pensar que todos os dias são oportunidades para aprender alguma coisa.


Para Matheus, a Intermarítima é um exemplo de êxito empresarial, fruto do mais genuíno empreendedorismo. A fórmula, segundo ele, é à base de muita dedicação, trabalho árduo, esforço, foco e aprofundamento dos assuntos, com resiliência e confiança em si e nos outros.


“Na vida empresarial, temos constantes turbulências, não existe céu de brigadeiro 365 dias por ano. Os últimos dois anos foram para nós um período de readequação a uma nova realidade imposta por uma crise micro e macroeconômica, sem precedentes, pelo menos na minha carreira. Volto um pouco no tempo para contextualizar, pois a crise foi muito severa. Creio que houve uma ilusão generalizada quanto à expectativa de riqueza gerada pela valorização das commodities petróleo, gás, minério de ferro e soja. Com isso, o Brasil viveu, em um período curtíssimo, os efeitos de uma espécie de ‘doença holandesa’, em que um dos efeitos mais perversos é a desindustrialização em troca da apreciação das commodities”, avalia.


Para fazer frente à crise, Matheus e os seus sócios trouxeram princípios de gestão aplicáveis em empresas com necessidade de recuperação financeira urgente. Racionalizaram processos, centralizaram as áreas de apoio e gestão, aplicaram tecnologia de ponta, promoveram austeridade total e focaram nos custos dos serviços prestados. “Somos capazes de detectar desvios de orçamento aparentemente insignificantes em tempo real. No meu entender, erram aqueles que só olham para os grandes números. O somatório de vários pequenos detalhes negligenciados pode ter consequências graves para a empresa. Portanto é preciso atenção e foco total”, afirma.


O executivo avalia que, por mais que a Inteligência Artificial apresente um fantástico mundo de máquinas capazes de processar raciocínios com muito mais velocidade que o homem, ainda há a necessidade do discernimento do momento, da conexão humana, da comunicação entre pessoas para adaptar os serviços à expectativa do cliente.


Recentemente, a Intermarítima implementou a ferramenta de pesquisa de satisfação Net Promoted Score (NPS), na qual o cliente avalia os serviços prestados. Matheus conta que obteve 100% de satisfação, com 80% de excelência. Internamente, foi criado o “Inovadores”, programa de geração de ideias para aperfeiçoar o que já se faz. “Participam desde o borracheiro responsável pela qualidade dos pneus das máquinas e caminhões até a coordenação de Logística. As ideias são expostas e avaliadas, as vencedoras são implementadas e os seus criadores recebem um prêmio”, explica.


“A mudança é uma constante, creio que em todas as áreas. Aliás, mais do que isso, a mu - dança é uma lei de sobrevivência. Verdadeiros impérios sucumbem por falharem na adaptação. E verdadeiros impérios são criados por uma capacidade adaptativa acima da média. Na Intermarítima, somos obcecados pela quebra de paradigmas; o que valia ontem pode já não valer mais nada hoje e o que vale hoje pode não valer mais nada amanhã. Portanto é necessário estar atento sempre e saber diferenciar o que é essência (perene) e o que é passageiro”, diz o empresário.

Av. Professor Magalhaes Neto, 1856, sala 603, Caminho das Árvores, Salvador Bahia.

CEP: 41810-011

Telefone:  +55 71 ‭3042-2440 

Nossos Contatos:            comercial@letsgobahia.com.br            financeiro@letsgobahia.com.br               redacao@letsgobahia.com.br 

  • Branco Facebook Ícone

©2019 V2M Editora Ltda.

Timbrado-Baseforte.png