Av. Professor Magalhaes Neto, 1856, sala 603, Caminho das Árvores, Salvador Bahia.

CEP: 41810-011

Telefone:  +55 71 ‭3042-2440 

Nossos Contatos:            comercial@letsgobahia.com.br            financeiro@letsgobahia.com.br               redacao@letsgobahia.com.br 

  • Branco Facebook Ícone

©2019 V2M Editora Ltda.

Timbrado-Baseforte.png

A importância da comunicação na era dos robôs e das máquinas

Atualizado: 31 de Out de 2019



Por: Monique Melo


O século XXI será marcado por grandes disrupturas em alta velocidade provocadas pela interação do ser humano com a máquina, desconstruindo o mundo tal como o conhecemos. E estamos só no início, daí tanta ansiedade e insegurança pelo que está por vir, principalmente nas áreas de educação, saúde e negócios.


Os avanços tecnológicos democratizaram o conhecimento e conectaram as pessoas, quase que gratuitamente, mudando drasticamente as relações, que passaram a acontecer também no universo online. Abarrotadas de informações, as telas deixaram as pessoas, muitas vezes sem perceberem, isoladas em suas verdades e com menos contato humano.


A internet deflagrou a quarta revolução da comunicação seguida pelas redes sociais e smartphones. Saímos da cultura de massa, monopolizada pela grande imprensa no envio de mensagens, para a cultura do espetáculo, onde cada um possui o seu canal e o o papel do consumidor se confunde com o da mídia. A guerra pela atenção da audiência, modelo de negócio baseado na publicidade, ficou acirrada, nem sempre levando-se em consideração o mérito, mas sim o que o cliente quer ver.


Os influenciadores digitais entraram em cena compartilhando experiências e segmentando os seguidores. Neste complexo cenário, as agências de comunicação corporativa ganharam importância estratégica por serem na essência, produtoras de conteúdo específicos, que dialogam com cada público-alvo, independente da plataforma, cuidando da imagem e reputação das marcas.


“Os hábitos digitais associados ao excesso de tempo em telas podem estar dilapidando o nosso poder de leitura: capacidade de entender argumentos complexos, análise crítica e criar empatia por pontos de vista divergentes”, conforme afirmou a neurocientista americana, Maryanne Wolf.


O caminho é sem volta. Três tecnologias ainda prometem mudar o comportamento da sociedade e tornar mais íntima a comunicação virtual. São elas: o robô de telepresença (suitable technologies) que permitirá a participação e movimentação de uma pessoa como se estivesse presente fisicamente; os mundos virtuais com alta resolução, possibilitando encontros e diálogos como se fossem reais e por fim, a forma mais avançada, a interface cerébro computador (BCI-Brain Computer Interface), que conectará nossa mente ao computador e vice-versa.


Mas o homem é um animal social em evolução e como diz o filósofo francês, Pierre Lévy, a próxima grande transformação cultural será a humana, com autonomia individual e inteligência coletiva reflexiva e colaborativa pela propria finitude do planeta. Com toda a informação na nuvem, acessada a um clique, a busca se dará pela exploração do mundo interior.


Vivemos hoje mais e melhor do que no passado. Por trás de cada tecnologia, que mexe com emoções e comportamentos, existe um indivíduo. Sua escolha hoje vai determinar o que verá amanhã. Pesquisas de tendências já apontam para a meditação, o equilíbrio online e offline, assim como o controle sobre suas vidas.


Longe das atividades mecânicas, a meta será trabalhar para viver, descobrindo talentos e propósitos através do autoconhecimento. Claro que sem se descuidar do meio ambiente e da relação com o outro, voltando a ver sentido na troca de uma boa conversa e no entendimento. Enfim, apenas ser feliz.