2020 já começou!

Por: Rodrigo Santos - Ph.D. em Política, Gestão e Educação


Pesquisas apontam que finais e (re)inícios de ciclos (Natal, Ano Novo, aniversários, apresentação de balanços, segundas-feiras etc.) têm o poder cultural e simbólico de promover o que a Neurociência chama de quebra de padrão neural.


Ou seja, as pessoas estão mais propensas a “desligar o piloto automático da rotina” e se abrem para assimilar novas mensagens. A depender da habilidade de quem vai mediar esse processo, pode ser o momento ideal para reprogramar crenças, redefinir padrões, assumir novos compromissos e comprometer-se com a execução do que fora assumido.


Por isso mesmo, nas organizações em geral, eventos e palestras neste período, entre dezembro e março, são uma oportunidade de ouro para integrar, comprometer, formar, alinhar e, enfim, garantir a mudança de patamar e a prosperidade em todos os sentidos.


Mas, para o desespero dos empresários, profissionais de RH, promotores de eventos, parceiros e, principalmente, dos próprios colaboradores, não é isso que costuma acontecer, ano após ano, nas organizações.


Falo com a propriedade de quem viveu as duas faces dessa moeda, em quatro continentes. Como palestrante e facilitador internacional, frequentemente requisitado por organizações de diversos portes e dos mais variados segmentos. Já na condição de presidente de um instituto especializado em comprometimento humano e desenvolvimento organizacional ajudo a construir, juntamente com o meu time, eventos customizados, contratando alguns dos mais qualificados palestrantes, em seus respectivos segmentos.


De mágicos a economistas conservadores, de camelôs a acadêmicos premiados, de comediantes a atores alternativos, todos podem ser potentes condutores da mensagem de um novo modelo mental para pessoas e organizações. Para tal, basta que as soluções considerem o todo: aspectos cognitivos, afetividade, linguagem adequada, preparação dos ambientes, acolhimento, entre outros. Tudo alinhado com a estratégia da organização, foco no resultado objetivo e uma profunda engenharia de psicologia social.


Por estarem mal assistidas, ou não perceberem a oportunidade, inclusive de potencialização comercial e financeira, advinda deste período estratégico, as empresas têm cometido sérios equívocos. O velho amigo secreto só tem deixado na cabeça dos colaboradores ressaca e uma pitada de fofoca, enquanto que algumas convenções, encontros de planejamento estratégico e avaliação ora parecem uma reunião de condomínio com o ‘jogo de empurra’ e acusações, ora lembram um filme repetido, ao que todos assistem por educação. As organizações sofrem de uma ‘dissonância cognitiva’, dizendo que querem resultados extraordinários, mas sendo ‘ordinárias’ e enfadonhas.


“As pessoas e as organizações querem ciclos ‘EXTRAordinários’, mas não percorrem nada ‘EXTRA’, continuam fazendo promessas e eventos ordinários”


O “ano novo” já começou na prática. E você? Vai ficar só na promessa ou vai construir o extraordinário?

Av. Professor Magalhaes Neto, 1856, sala 603, Caminho das Árvores, Salvador Bahia.

CEP: 41810-011

Telefone:  +55 71 ‭3042-2440 

Nossos Contatos:            comercial@letsgobahia.com.br            financeiro@letsgobahia.com.br               redacao@letsgobahia.com.br 

  • Branco Facebook Ícone

©2019 V2M Editora Ltda.

Timbrado-Baseforte.png